Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sábado, 11 de abril de 2015

Um soneto - MÁRIO SAA

Simples e lindas são as flores e herbários,
Simples e triste a forma singular
Dos aciprestres mudos, solitários,
Simples e calma a palidez do luar!

Simples e grande a rutilância infinita
No céu além, nas multidões brilhantes,
Simples as noites e os agoiros cantantes,
Simples a luz, a luz do sol bendita!

E tudo é simples do barulho ao Nada,
Mas eu não sei dizer porque num misto
De fogo e pó na sombra empoeirada

Surgiu medonha e santa em tudo isto,
Duma maneira boa e delicada
E imensa e forte, esta palavra: Existo.

EM - POESIA E ALGUMA PROSA - MÁRIO SAA - INCM

Sem comentários:

Enviar um comentário