Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Requiem - TOMAZ KIM

Regressa do frio ventre da terra:
Mãe estranha que o sol não aquece
Nem a chuva desperta,
Gerando, indiferente, o pão de cada dia
E a podridão de bichos e plantas,
Que o tempo, cego e linear, derruba.

Vem da escuridão e do labirinto de raízes
Bebendo-te o sangue inevitavelmente retido!
Aqui, minha voz te embalará o sono manso,
E minhas mãos se abrirão em flores e sol.

Regressa, como flor de mistério, passado o Inverno,
Para encheres o dia e a noite de canto e riso
Ascendendo ao céu, que só tu tornas possível.

EM - OBRA POÉTICA - TOMAZ KIM - INCM

Sem comentários:

Enviar um comentário