Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Alegrete - VÍTOR CINTRA

Num tempo, que se perde na distância,
Da h'stória dos antigos Lusitanos,
Já tinhas estratégica importância,
Por isso, te ocuparam os Romanos.

Mas Roma, mergulhada em arrogância,
Cedeu, perante Vândalos e Alanos,
Que em ti viveram tempos de abundância,
Até às invasões dos Muçulmanos.

Ergueram-te, passados poucos anos,
Muralhas, que ganharam relevância
Perante o rei cristão, na sua ânsia.

Mais tarde, resistindo aos Castelhanos,
Soubeste defender os soberanos
Valores, com argúcia e vigilância.

EM - NO CREPÚSCULO DAS AMEIAS - VÍTOR CINTRA - LUA DE MARFIM

Sem comentários:

Enviar um comentário