Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Refúgio de Natal - SÃO GONÇALVES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA EDITORA

Na lareira ainda crepitava o último tronco
deixado pelas tuas mãos frágeis.
O braseiro aquecia o frio do teu corpo
o frio da casa vazia, vazia de ti.
Os móveis adormecidos aconchegavam-se
às paredes, a mesa já posta esperava.
O eco das paredes gritava a ausência de ti
nesta noite onde tudo parecia ainda ter
o toque maternal das coisas.
E o meu corpo frio, sempre frio de ti
clamava pelo calor do teu abraço...

Sozinha recordei antigos natais,
as filhoses a crepitar no óleo quente
a casa cheia de tudo
dos odores do natal, a canela pintada
nos pratos de aletria fumegante
a nostalgia bordada na toalha
bordada por mãos ausentes.

E o lume que teima em me aquecer deste frio
e as lembranças que teimam em aquecer o coração.
É natal lá fora, oiço a algazarra das crianças
o mundo não parou.
Apenas eu me sinto órfâ de ti, das memórias
do teu abraço, do teu colo.
É natal e eu aqueço-me o frio
da tua ausência, no último calor
que crepita na lareira
deste teu refúgio antigo.

EM - LUGARES E PALAVRAS DE NATAL 2013 - COLECTÂNEA - LUGAR DA PALAVRA

Sem comentários:

Enviar um comentário