Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Renascimento - JAIME CORTESÃO

Nasci de novo. Eis-me liberto enfim!
Foi por um Céu, d'estrelas todo cheio,
Numa visão de Amor, que um Anjo veio
Descendo até poisar ao pé de mim.

O beijo que me deu não teve fim...
Apertou-me nos braços contra o seio,
Abriu os lábios, segredando... e a meio
Bateu as asas e levou-me assim.

Ai! como é doce o seio que me embala!
E como tudo é novo e mais profundo!...
Mas já nenhum de vós me entende a fala;

Noutro Mundo melhor eu vivo absorto,
E logo conheci que a esse Mundo
Que vai não volta, ou, quando volta, é morto!

EM - POESIA - JAIME CORTESÃO - INCM

Sem comentários:

Enviar um comentário