Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Molucas - VÍTOR CINTRA

Afonso de Albuquerque é que os mandou
Tomarem mar aberto e, com rigor,
Rumarem às Molucas. Em Timor,
Padrão de Portugal se levantou.

António Abreu seguia no comando.
Atrás a nau de Afonso Bisagudo,
Serrão, no fim da frota, ainda tudo,
Seguia navegando num mar brando.

As naus se carregaram, com sucesso,
Até que, por incúria ou disparate,
Serrão naufragou perto de Ternate.

Com isso se atrasou todo o regresso,
Pois o sultão Lais, hospitaleiro,
Quis acolher, em festa o estrangeiro.

EM - ROMEIROS DOS OCEANOS - VÍTOR CINTRA - LUA DE MARFIM

Sem comentários:

Enviar um comentário