Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Apelo - GABRIELA PAIS

Ergam as mãos num apelo
lancem as vozes em esmo
a vida está um atropelo
e castrada, vai estar mesmo.

Soltem numa só essas vozes
saquem do peito o estertor
vive-se em cascas de nozes
sem remédio para a dor.

Tempos e estes conturbados
de entranhas todas nojentas
que remexem os safados
sem ter vergonha nas ventas.

Perde-se de todo o encanto
é a brecha dos desenganos
olhos inchados de pranto
pela dança dos insanos.

EM - CASTELO DE LETRAS - GABRIELA PAIS - LUA DE MARFIM

Sem comentários:

Enviar um comentário