Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

domingo, 2 de fevereiro de 2014

O fado do Coveiro - NATÁLIA CORREIA

Das artes mágicas campeão audaz
tira Marcelo da manga outra faceta:
por su dama Lisboa, o Galaaz
faz-se à viela e ginga à lisboeta.

Calça à boca de sino e cachené
ao marialva senil metendo inveja,
fidalgo edil que canta para a ralé
o faduncho finório gargareja.

Estremece Aníbal com o pardal fadista
que aquilo é treino para o último regalo:
escaqueirar o reinado cavaquista
e sobre a tumba, por fim, cantar de galo.

EM - POESIA COMPLETA - NATÁLIA CORREIA - DOM QUIXOTE

Sem comentários:

Enviar um comentário