Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Eu digo não ao não - AUSENDA HILÁRIO

Solucei o teu pranto
quando as tuas mãos vazias
se abeiraram de mim
e eu entrelaçava a vida
negando o não.
Deixei que me levasses
no teu esgar de encanto
e levaste-me tanto da alma
como das asas
envolta num mágico desacordar
sem tempo de dizer não.
Agora, por não ter asas
tombei
a alma, essa deixei-a voar
para que na consciência de ti pousasse
e me ensinasse do não, a dor.
E para que se não partisse
no meu tombo o coração
coloquei-o devagarinho no chão
esperando que seja curta a mágoa
e no lugar de frágua espargida
me renasçam as asas
negando o não!

EM - EU DIGO NÃO AO NÃO - ANTOLOGIA - LUA DE MARFIM

Sem comentários:

Enviar um comentário