Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Flores de papel... - LITA LISBOA

Semeiam-se flores de papel,
que choram sangue.
O orvalho da manhã
se ruboriza.
A ânsia, num halo de desapego
e memórias famintas
que o fogo consumiu,
perde-se nas sombras,
destas flores sem vida.
Segue-se por atalhos,
à procura dum anjo descalço
que refresque a verdura matinal
e eternize flores brancas
e verdadeiras,
para que possamos sorver
o seu aroma
e o marejar suave das marés.

EM - CREPÚSCULO - LITA LISBOA - TEMAS ORIGINAIS

Sem comentários:

Enviar um comentário