Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Paisagem - EUGÉNIO DE ANDRADE

Entre pinheiros três casas.
Uma azenha parada.
Uma torre erguida
de fraga em fraga
contra o céu de cal.
E um silêncio talhado
para o voo de um moscardo
alastra de casa em casa,
sobe à torre abandonada
e sobre a azenha parada
tomba desamparado.

EM - PRIMEIROS POEMAS... - EUGÉNIO DE ANDRADE - ASSÍRIO & ALVIM

1 comentário:

  1. Muito difícil escolher um poema deste Poeta para contracenar com este.
    Do mesmo "envelope" e para ser simples, atiro a "canção infantil".
    Sei que não se vai zangar...
    Gostei e grata.

    ResponderEliminar