Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Contra a impiedade das gerações mais novas - JOSÉ ALBERTO OLIVEIRA


Quem vos pediu que, debaixo
de livros e cadernos, entre
o pó que acamou no fundo do saco,
estivesse a caridade, ou mesmo

essa mistura instantânea
de ternura e egoísmo
que, servida fria, haverá de
parecer a adolescência?

Nesta manhã de Maio, às oito
e trinta, o estrugido das cigarras
está em ebulição perfeita.
Cantam todo o Verão e morrem

imprevidentes, segundo
o fabulista. Um camião
azul, que passou na rua,
intimou as mais próximas,

um pombo julga-se solista.
De quem a culpa que observações
espúricas não possam ser um hino?
Do camião azul? Do que vos espera?

EM - TENTATIVA E ERRO - JOSÉ ALBERTO OLIVEIRA - ASSÍRIO & ALVIM

1 comentário:

  1. Contrario o sentido deste texto. Lidei com gerações jovens em todo o tempo que leccionei e sempre revelaram generosidade.
    Hoje são vítimas do egoísmo dos mais velhos, em geral dos que governam este mundo...
    Grata

    ResponderEliminar