Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Bicho da terra - PEDRO MEXIA

Bicho da terra, mas basta
uma pazada brutal
ou umas quantas para fertilizar
o mundo que tanto fiz promessas.
Terra, que designas solo e planeta,
inimai os nossos pecados,
os remorsos de cadáver, a pequena
condição do vaso. Vaso oco,
vaso putrefacto, honorífico,
digno de coisa alguma, coisa
ele mesmo. Mas se assim
me sei e me aceito como
foi que num entardecer confiada-
mente te entreguei a órbita
e a minha órbita para sempre?

EM - MENOS POR MENOS - PEDRO MEXIA - DOM QUIXOTE

Sem comentários:

Enviar um comentário