Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

A minha escolha - VERA SOUSA SILVA

Sou quem sabe da minha morte,
escolho o tempo
e a forma,
a banda sonora
e a sequência final.

Não quero flores
de quem nunca me as deu
com um sorriso perfumado.

Não quero lágrimas
de quem nunca me soube
amar, como mereci.

Não quero palavras
de quem nunca teve tempo
nem paciência para me ouvir.

Quero apenas poemas
num livro branco,
escritos pela alma
de quem um dia
morreu feliz.

EM - BIPOLARIDADES - VERA SOUSA SILVA - LUA DE MARFIM

2 comentários:

  1. Obrigada pelo destaque Emanuel, com um poema que me diz muito.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Tendo sido lançado no meu blog, atestou a minha capacidade de lidar com o tema-tétrico no seu todo; a 1º estrofe aborda um conteudo que se pode confinar ao debate social sobre a eutanásia, na minha leitura assim entendo.
    nas restantes, condensa a posição da autora, poetisa, sendo muito usual como reflexão entre as pessoas, no geral.

    ResponderEliminar