Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

A Alma - TELMA ESTEVÃO

Grandes são os labirintos,
da minha alma e os caminhos
Da minha vida.
Flutuam sem dimensão,
São fantasmas e fantasias,
Que cavalgam no meu tempo
E deixam rastilhos
De um fogo em brasa.
São os lamentos da dor
No rufar do tambor
Que rasga o céu.
Apenas por instantes,
Oiço os ecos do amor
E as palavras,
Na sua cor de mel.
Nesta valsa tocada,
Cai a noite estrelada
Também ela encantada.
Neste meu destino alucinado,
Sigo querendo manter oculto,
Este local tão desejado.

EM - PALAVRAS - TELMA ESTEVÃO - LUA DE MARFIM

Sem comentários:

Enviar um comentário