Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Lamento - MIGUEL TORGA

Ah, cavalo sem freio a galopar
No prado que só vês quando tens fome!
Ah, pássaro sem nome
Que passeia no céu
E não sentes tonturas sobre o abismo!
Bicho também,
Porque não sei correr,
Voar.
Pisar o pasto
E desprezar do alto a sepultura?
Pus em mim o cabresto que me prende,
Cortei as asas da libertação,
E rente à perdição
De cada hora,
Devoro o próprio chão que me devora.

EM - POESIA COMPLETA VOL. II - MIGUEL TORGA - DOM QUIXOTE

Sem comentários:

Enviar um comentário