Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Consoantes Átonas - INÊS LOURENÇO


Emudecer o afe[c]to português?
Amputar a consoante que anima
a vibração exa[c]ta
do abraço, a urgência

tá[c]til do beijo? Eu não nasci
nos Trópicos; preciso desta interna
consoante para iluminar a névoa
do meu dile[c]to norte.

EM - COISAS QUE NUNCA - INÊS LOURENÇO - &etc

1 comentário:

  1. Estou de acordo com o conteúdo deste poema e ainda, na minha modesta escrita não abdico das consoantes átonas, não sei se ainda estarei a tempo de me afirmar. Não sei porque a palavra actriz tem forma diferente; sabemos que o carácter etimológico devia estar conservado, o que não se verifica.

    ResponderEliminar