Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sábado, 16 de junho de 2012

Caminhos e Atalhos - LUÍS FERREIRA


Chegou o momento,
Das mãos se abrirem
E delas jorrarem, rios entre os dedos
Desenhando rostos em silêncio
No silêncio de um beijo.
Chegou o momento,
De acordares do sono profundo
E venceres os fantasmas mesquinhos
Combateres a chama fúnebre
Que baloiça num solitário sorriso.
Chegou o momento,
De declarares o que sentes,
De te libertares da tua escravidão
Tirares a máscara do silêncio
Dando voz ao coração.
Chegou o momento,
Do sangue não ter rasto
Nem a rosa espinhos
Vive o tempo, apaixonado
Sente a tua liberdade
Segue o teu próprio caminho.

EM - ROSAS & ESPINHOS - LUÍS FERREIRA - TEMAS ORIGINAIS

1 comentário:

  1. Repesquei este poema no meu blog e agradeço de viva alma por ir ao encontro da minha forma de estar na vida, hoje como nunca. Atenta aos que precisam de mim, gozando da minha liberdade,sem preconceitos, ser genuina nas minhas atitudes, mesmo sendo campónia e sem estatuto social de alto nível . Foi dos poucos textos que soube dar -me um pouco de alento e dignidade. Muito agradecida .

    ResponderEliminar