Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Nevoeiro - NUNO DE FREITAS


Olho lá para fora e vejo este nevoeiro
que envolve tudo na sua grandeza,
esconde o caminho como matreiro,
afogando-nos assim em incerteza...

Foi ele, foi mesmo este desvairado,
que me roubou as minhas palavras,
que me largou aqui abandonado,
deixando as minhas letras abafadas...

Já nem consigo escrever
tal está a ser a clausura.
Só queria ver o sol crescer
para afugentar a amargura...

Mas nem o dia me quer ajudar,
nem o sol me consegue brindar.
E eu continuo aqui a desesperar,
a ver o nevoeiro sempre a avançar...

Corro então para onde o sol brilhar,
na esperança de conseguir encontrar
as letras que agora me estão a escapar,
na esperança de o nevoeiro afugentar.

EM - ENTRE SUSPIROS - NUNO DE FREITAS - ESFERA DO CAOS

Sem comentários:

Enviar um comentário