Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Velhice - EDUARDA CHIOTE

Ignorantes
da imaginação dos dedos,
os seus usos
e carnívora voracidade
tecem de fúria
o mais agónico prazer,
toda a aflição vinda do interior
da velhice.
Mês de julho, mês de julho,
mês de corpo: mês de pele - lepra
rente às unhas de apodrecidas
folhas
que só luxúria
de moscas
delicia.

EM - NÃO ME MORRAS - EDUARDA CHIOTE - &ETC

Sem comentários:

Enviar um comentário