Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

O Canto do Corpo - RODRIGO CAMELO


Os meus olhos filtram a realidade
E o que de real em mim vê,
Conduz a luz do entendimento.
Aqui estamos sós de verdade,
Eu e tu - meu pensamento.

E penso nesse outro sol de um Blues
Onde arde, provavelmente meu sentimento
Em sua própria diversidade...
Antigos ou novos. Destila uma canção emocionada
Ou vejo isto, ou reina ingenuidade!

O mundo não te completa
Mas também não concluo o mundo
Nem sou acaso de complemento.
Mais que a dor, vejo a alegria selecta;
Que destrói o arco de onde brota o sofrimento.

Quero embriagar-me em London,
Preservar-me em Whitman,
Dentro da alma de um canto de mim
O mesmo que vive no corpo que sobra
E sóbrio no ventre que mira o fim.

in... Máquinas sem rosto - RODRIGO CAMELO - DG Edições

Sem comentários:

Enviar um comentário