Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

12 - ANTÓNIO FERREIRA


Rei bem-venturado, este é o dia,
Que catorze anos há, que o mundo espera
Desde o teu Tejo, à Oriental esfera,
E da Zona torrada, à Zona fria;

Quando outra vez luz, nova alegria,
Qual no teu nascimento o Sol já dera,
Veremos na dourada, e ditosa era,
Da tua tão esperada Monarquia.

Benigno o Céu te está, obediente a terra,
Abraçam-te entre si Justiça, e Paz,
Que a ti, buscando abrigo, vem fugindo.

Erguendo a Cristã Fé, que fraca jaz,
Aos teus igual justiça repartindo,
Terás sempre paz santa, ou santa guerra.

in... Castro e poemas lusitanos - ANTÓNIO FERREIRA - Verbo

Site da editora aqui

1 comentário:

  1. Na ilha da eternidade sobrevivi aos naufrágios,
    sem perder o amor ao mar ....Saudades!!

    M@ria

    ResponderEliminar