Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Eu, aqui, sempre! - JOSÉ AUGUSTO DE CARVALHO



Eu sempre estive aqui, no meu lugar,
olhando-me de frente, sem negar-me.
Se a minha condição é ser e estar,
que seja, sem receio nem alarme.

Nos astros que lucilam infinitos,
mitigo a minha sede de ansiedade!
Nos medos que exorcizo, vários ritos
à luz que me encandeia divindade.

Nas horas das esperas, tão paradas
procuro antecipar as horas frias
que orvalham de suor as madrugadas
e enrugam de incertezas outros dias.

Em mim, sem desencontros nem ardis,
hei-de encontrar-me, como sempre quis.

in... Da humana condição - JOSÉ AUGUSTO DE CARVALHO - Edium Editores

1 comentário:

  1. Nas horas das esperas, tão paradas
    procuro antecipar as horas frias
    que orvalham de suor as madrugadas
    e enrugam de incertezas outros dias.

    Em mim, sem desencontros nem ardis,
    hei-de encontrar-me, como sempre quis.
    ...
    Gostei.
    Bjs dos Alpes...

    ResponderEliminar